segunda-feira, 15 de agosto de 2011

O Vento - Landê Onawale




disperso-me por aí
feito brisa
depois
me rejunto e chego como ventania
derrubo coisas
varro a casa
s a f a d a m e n t e
devasso a monotonia
talvez eu seja um vento mau
talvez injusto
pra quem tinha olhos postos no horizonte
a procurar por mim
não me desespero
e não quero
ser feliz de outro jeito


*Landê Onawale é um poeta negro baiano que se notabilizou por textos contra a opressão racista, sobretudo nos anos 1980. 

2 comentários:

  1. Conheci Landê, pude trocar algumas ideias com ele. Pena ter perdido o contato... é um grande poeta!!

    ResponderExcluir
  2. Onde essas pessoas estão? Ideias boas e mentes revolucionárias tinham de estar sempre em evidência!

    ResponderExcluir